Estamos trabalhando em um novo site para Porto Alegre. Visite o projeto alfa e ajude-nos com seu feedback.
Prefeitura de Porto Alegre
Lupa
A- A+ A- A+    A A A A    ?
Licitações e Contratos Carris voltar ao topo ^

Consultoria apresentará cenários de reestruturação da Carris

07/06/2018 12:48:12

Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Apresentação do Edital de Concorrência Pública ocorreu no Salão Nobre do Paço

Apresentação do Edital de Concorrência Pública ocorreu no Salão Nobre do Paço

Foto: Ricardo Giusti/PMPA
Marchezan afirmou que atualmente a empresa de ônibus dá prejuízo

Marchezan afirmou que atualmente a empresa de ônibus dá prejuízo

O prefeito Nelson Marchezan Júnior apresentou, no início da manhã desta quinta-feira, 7, no Salão Nobre, o Edital de Concorrência Pública com vistas à contratação de consultoria que realizará dignóstico e apresentará cenários de reestruturação da Companhia Carris Porto Alegrense - Carris. Caberá à empresa a estruturação de modelagem que contemple estudos de viabilidade econômico-financeira, jurídica, contábil e técnico-operacional relativos às atividades da Companhia, visando ao melhor aproveitamento dos recursos do acionista majoritário, Prefeitura de Porto Alegre.

“Hoje a empresa de ônibus administrada pelo poder público dá prejuízo. São milhões aportados pela prefeitura anualmente, que poderiam estar sendo investidos na saúde, educação, segurança, entre outras prioridades”, observou o prefeito. Marchezan questiona se é a melhor alternativa o serviço ser administrado pela máquina pública e se existem melhores possibilidades. “Estamos chamando uma empresa para analisar a contabilidade da Companhia e nos dizer o que pode ser melhor administrado, o que traz retorno e o que não traz, o seu valor e possíveis cenários para eliminar os prejuízos da companhia, e consequentemente, os aportes da prefeitura”, disse.

Sem prejuízo à população
O processo de elaboração do edital de contratação da consultoria foi coordenado pelos secretários de Parcerias Estratégicas, Bruno Vanuzzi, e da Fazenda, Leonardo Busatto, com participação da equipe técnica da prefeitura. “Importante deixar claro que o pressuposto básico do trabalho é que não haverá prejuízo na prestação de serviços à população”, explicou Vanuzzi. “Do jeito que está, não pode ficar. A consultoria vai nos apontar cenários para buscarmos a mudança”, disse o secretário.

A diretora-presidente da Carris, Helen Machado, lembrou que estão sendo adotadas medidas para conter gastos e reduzir os constantes déficits que vêm sendo registrados desde 2011. “O balanço apresentou uma redução do prejuízo em R$ 31 milhões em 2017 em relação ao ano anterior. O número corresponde a um prejuízo 41,8% menor do que aquele apresentado em 2016 e reduziu a necessidade de aportes da prefeitura”, salientou. Contudo, os prejuízos acumulados desde 2011 atingem R$ 271,96 milhões.

Análise de cenários

Os estudos técnicos a serem realizados pela consultoria devem considerar os seguintes aspectos: valoração da Carris (Valuation); elaboração de diagnóstico dos serviços prestados pela Companhia; análise de cenários de investimentos, e proposição de melhorias na estratégia de negócio da Carris, entre outros.

A partir da definição desses cenários, a prefeitura escolherá o melhor modelo a seguir e a consultoria dará suporte à execução dessa estratégia. Todo o trabalho até a execução da estratégia para o futuro da Carris deverá levar 12 meses. A contratação de uma consultoria externa para a realização desse trabalho é fundamental para dar isenção, transparência e eficiência no processo.

Possibilidades de cenários que a consultoria pode indicar: redução da empresa com eliminação de linhas que operem no vermelho; concessão; privatização; venda de patrimônio, abertura de capital, associação com parceiros estratégicos, capitalização por fundos de investimentos, entre outros.

Acionista majoritário
Levantamento realizado pela EPTC, demonstra que quase um quarto do total de passageiros é transportado pela Companhia Carris Porto-Alegrense, 59.833.655. A Carris é uma sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Município de Porto Alegre. Fundada em 1872, através de uma autorização do Imperador Dom Pedro II, é considerada a empresa de transporte coletivo mais antiga do país. Naquela ocasião, a companhia foi estruturada para atender a uma demanda de 44 mil habitantes. Atualmente, a Carris transporta, em dias úteis, mais de 240 mil passageiros, percorrendo 63 mil quilômetros por meio de 24 linhas de ônibus (17 transversais, quatro circulares e três radiais). A empresa conta com uma frota de 358 veículos e cerca de 2 mil funcionários, entre motoristas, cobradores, mecânicos e outros profissionais.

Também participaram do evento o vice-prefeito Gustavo Paim; o vereador Ricardo Gomes, representando a Câmara Municipal de Porto Alegre; o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Luciano Marcantônio; o diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti; o gerente de negócios da Caixa Econômica Federal, Luiz Lumertz, e o diretor técnico da Carris, Flávio Caldasso, entre outros.  


/carris

Texto de: Paulo Ricardo Fontoura
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

                        
Facebook PMPA Flickr da Prefeitura RSS da Prefeitura Twitter da Prefeitura

Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Praça Montevidéo, 10 - Rio Grande do Sul - Brasil - CEP 90010-170